Saiba tudo sobre como fazer um plano de negócios para óticas - Blog - Arquem Automação

Fique por dentro de nossas novidades



Fique por dentro das novidades da Arquem e do setor.

Receba dicas e notícias no seu e-mail.



Clique aqui

Saiba tudo sobre como fazer um plano de negócios para óticas
Blog

Saiba tudo sobre como fazer um plano de negócios para óticas

Postado por Cristiano às 16/04/2018


Se você está pensando em abrir sua ótica, mas não sabe quais são os elementos que constituem um plano de negócios, este guia o ajudará com todos os problemas.

Nele vamos ensinar sobre como fazer um plano de negócios para óticas, como escolher um modelo específico, como analisar o mercado, realizar uma matriz SWOT, estruturar um modelo Canvas, fazer um plano de marketing e implantar o método interativo PDCA.

Ficou interessado? Então continue a leitura!

1. Defina o modelo de negócio de sua ótica

Muitos empreendedores não sabem, mas modelo e plano de negócios são documentos distintos e um deve, necessariamente, anteceder o outro. Isso porque, antes de escrever um plano para sua empresa seguir é preciso saber em qual modelo de empreendimento se quer investir. Vamos entender as diferenças?

Entenda as diferenças entre o modelo de negócios e o plano de negócios

O modelo de negócios tem como objetivo compreender as reflexões e as análises sobre o conceito da empresa. Nesse documento avalia-se a viabilidade da ideia e para defini-lo é preciso responder às perguntas abaixo:

  • Qual é a proposta de valor da sua ótica (seus produtos representam ou apresentam inovação para óticas)?

  • Quem é o público final?

  • Qual atividade principal você realizará para entregar a proposta de valor (como destacará seu diferencial)?

  • Quem serão os parceiros ( fornecedores, profissionais etc.) que te ajudarão a compor seu produto ou serviço?

  • Qual será sua fonte de receita (como você cobrará por sua proposta de valor)?

  • Quais serão os custos para o negócio funcionar?

  • Quais serão os recursos (infraestrutura, recursos humanos e fornecedores) necessários?

  • Quais serão seus canais de comunicação?

  • Quais serão seus canais de distribuição?

  • Como sua empresa se comunicará com seu cliente final?

Finalizado esse documento, é hora de começar a traçar o plano para que sua empresa funcione. Aqui será necessário um extenso detalhamento a fim de fazer uma esquematização do negócio que permita que qualquer pessoa, de dentro ou de fora da organização, possa entendê-la. Para tanto é preciso responder às seguintes perguntas abaixo, que funcionam como um roteiro para diagnóstico:

  • Qual é foco da sua ótica?

  • Sua ótica já é formalizada (se ele já existir)?

  • Qual é (ou será) o porte da sua empresa?

  • Qual será o sistema de tributação utilizado pela empresa?

  • Você já identificou quem é (ou será) seu público-alvo?

  • Você sabe quem são (ou serão) seus concorrentes?

  • Quem são (ou serão) seus fornecedores?

  • Como funciona (ou funcionará) a escolha de produto e serviços ofertados?

  • Como é (ou será) feito a capacitação da sua mão de obra?

  • Você já possui os equipamentos suficientes? Precisa adquirir alguns?

  • Já possui um espaço físico para o negócio (ainda que seja uma ótica online, é preciso pensar em um local para estocar os produtos)?

  • Considera o seu espaço adequado para o porte escolhido?

  • Você já possui algum tipo de controle financeiro em mente para acompanhar seu fluxo de caixa?

Perceba que é com o modelo de negócio que você escolherá uma estrutura para o seu negócio, pois trata-se de realizar um planejamento estratégico.

Confira os tipos de modelo de negócio

Se você ainda está em dúvida sobre esse tópico, pense assim: se sua ótica optar por um modelo de negócio de prestação de serviço, o número de passivos e funcionários da empresa aumentará de acordo com o número de clientes. Entretanto, se você escolher o modelo de crescimento em escala, a organização pode ter um grande número de clientes, mas não terá necessidade de ter centenas ou milhares de funcionários.

Percebeu a influência da sua escolha? Vamos conhecer agora alguns exemplos de modelo.

Freemium

Esse é aquele modelo que tem como base um serviço ou produto gratuito, atraindo um grande volume de clientes, mas com o objetivo final de convertê-los em clientes premium (com mais recursos) do mesmo produto ou serviço.

Cauda Longa

Essa é a opção que enfoca no volume de vendas. Vende-se uma grande variedade de produtos de um mesmo nicho que, individualmente, vendem pouco, mas que no total geram um grande valor em vendas. Esse é um dos mais usados para óticas.

Marketplace 

Em vez de criar um ambiente virtual para vender seus produtos, disponibiliza-se os próprios produtos em um e-commerce de grande porte. A vantagem dessa opção de negócio é que quanto maior o ambiente, maior será a chances de o espaço ter um alto volume de usuários. Para pequenas óticas, esse pode ser um excelente modelo para ingressar no mercado.

2. Faça uma análise do mercado de óticas em sua região

O passo seguinte é hora de realizar uma análise do mercado. Separamos um passo a passo para te ajudar nessa empreitada.

Passo 1: saiba quem são os seus clientes

Para identificar seus clientes atuais e potenciais:

  • reúna informações: conheça os aspectos demográficos do seu público-alvo;

  • segmente seu mercado: crie subgrupos dentro do público-alvo agrupando seus clientes de acordo suas semelhanças em comportamentos, hábitos e características;

  • crie ofertas assertivas: com as informações do tópico anterior, crie ofertas direcionadas aos subgrupos identificados;

  • não misture seu gosto e desejo pessoal: pesquise, investigue, pergunte, entre em contato com seu público-alvo e crie estratégias de acordo com os segmentos e comportamentos deles;

  • comunique-se com seus públicos: escolha os canais de comunicação que se adeque ao seu modelo de negócio - online e off-line - bem como aos perfis e segmentos identificados.

Passo 2: saiba quem são os seus fornecedores

Uma excelente ideia é criar um scorecard de seleção de fornecedores. Para tanto, siga as instruções listadas abaixo.

  • elenque todos os elementos que você precisa em um fornecedor: para fazer uma lista quantificável é desejável que se inclua características necessárias em um fornecedor, os fatores de alinhamento estratégico que você valoriza e as políticas empresariais utilizadas por esses fornecedores;

  • identifique fornecedores adequados: depois de ter os critérios de seleção estabelecidos, você deve criar escolher um grupo que se adéque às suas necessidades. Durante esta parte do processo, você deve considerar: recomendações, relações comerciais anteriores e serviços ofertados pela internet;

  • tabule seus fornecedores: colete informações dos fornecedores adequados identificados, talvez na forma de um pedido de cotação, tabule as informações e classifique os potenciais;

  • negocie: depois de ter reduzido a lista para um número gerenciável de melhores opções, comece as negociações;

  • crie uma lista de contatos: não descarte os fornecedores não selecionados. Crie uma lista de suplentes, caso seja necessário.

Passo 3: saiba quem são os seus concorrentes

Para se manter competitivo, você deve entender quem são seus concorrentes, o que eles estão oferecendo e como você se encaixa (ou encaixará) nesse mercado. Assim, sugerimos que, para uma melhor verificação, você agrupe seus concorrentes em três categorias:

  • concorrentes diretos: essas são as organizações que você precisa investigar de forma mais aprofundada, pois são seus concorrentes mais ferozes. Quando os clientes precisam tomar decisões de compra, seus concorrentes diretos estarão na lista de opções deles;

  • concorrentes indiretos: essas são os empreendimentos que oferecem produtos e serviços alternativos ao que o que você oferece. Normalmente, você não se preocupa demais com essas empresas, mas é preciso manter-se atento ao que eles estão fazendo. Às vezes, um competidor indireto pode se tornar um concorrente direto. Por exemplo: clínicas oftalmológicas que vendem lentes de contato;

  • substitutos: para conduzir sua análise competitiva, determine se algum há algum produto que pode potencialmente substituir o seu. Ou seja, algo qualquer coisa que ofereça o mesmo conjunto de benefícios aos seus clientes do que você.

Compreenda que na etapa da análise de mercado é importante não restringir o pensamento apenas às empresas semelhantes às suas. Considere empresas fora do nicho, mas que são competem com sua ótica de um ponto de vista estratégico.

3. Desenvolva uma matriz SWOT para analisar sua ótica

A análise S.W.O.T é uma técnica útil para entender os pontos fortes e fracos e identificar tanto as oportunidades quanto as ameaças de um negócio. Ela ajuda a manter o negócio em uma posição competitiva. A sigla em inglês corresponde às palavras Forças (Strengths), Fraquezas (Weakness), Oportunidades (Opportunities) e Ameaças (Threats).

O que torna essa técnica particularmente poderosa é que, ao identificar oportunidades no mercado, você começa a se colocar na posição de explorá-la. Em outra ponta, ao entender as fraquezas do seu negócio, você pode gerenciar e eliminar ameaças antes que lhe atrapalhem.

Entenda como usar essa ferramenta

Os pontos fortes e fracos geralmente são internos à sua organização, enquanto as oportunidades e ameaças geralmente se relacionam com fatores externos. Para realizar a da sua ótica análise, recomendamos que responda às perguntas abaixo.

Identificando as forças (fator interno)

Considere seus pontos fortes da perspectiva dos seus clientes. Se você tiver alguma dificuldade em identificar pontos fortes, tente anotar uma lista das características da sua ótica. Essa lista, com certeza, terá algum fator que é um ponto forte do seu empreendimento.

  • Quais as vantagens da sua ótica?

  • O que sua ótica oferece a mais que as outras?

  • Quais recursos exclusivos e de menor custo sua ótica tem que outros não podem ter?

  • O que o público do mercado ótico considera como pontos fortes em seu negócio?

  • Qual é a proposta exclusiva da sua ótica?

Mantenha o foco seus concorrentes, por exemplo: se todos os seus concorrentes oferecem óculos de alta qualidade, um processo de produção de óculos de alta qualidade não é uma força da sua ótica, é uma necessidade para que sua ótica se mantenha competitiva.

Identificando as fraquezas (fator interno)

Lembre-se de considerar seus pontos fracos também da perspectiva dos seus clientes. Com isso em mente, responda:

  • O que você poderia melhorar em sua ótica?

  • O que você deve evitar?

  • O que o público do mercado ótico considera como pontos fracos ou indesejáveis?

Para ser sincero ao fazer essa lista é preciso entender que é melhor ser realista agora, para enfrentar os problemas ​​o mais rápido possível e, assim, crescer depois.

Identificando as oportunidades (fator externo)

Uma abordagem útil para enxergar as oportunidades é identificar seus pontos fortes e se perguntar se eles abrem oportunidades. Além disso, pergunte-se:

  • Que boas oportunidades existem atualmente no mercado ótico?

  • Quais tendências têm aparecido no mercado ótico?

Nessa etapa, lembre-se também que oportunidades podem vir de mudanças em áreas como:

  • tecnologia e mercados;

  • políticas governamentais relacionadas ao seu campo;

  • padrões sociais, perfis de população, mudanças de estilo de vida etc.

Identificando as ameaças (fator externo)

É importante olhar para as ameaças se perguntar se, ao eliminá-las ou evitá-las, seria possível abrir novas oportunidades. Para localizar as ameaças ao seu empreendimento, responda?

  • Quais são os obstáculos que sua ótica pode enfrentar?

  • O que seus concorrentes (diretos e indiretos) estão fazendo?

  • As mudanças tecnológicas ameaçam, de alguma forma, a existência da sua ótica?

  • Algum de seus pontos fracos ameaça a manutenção do seu negócio?

Analisar sua própria ótica e o empreendimento dos seus concorrentes (diretos e indiretos) usando o método S.W.O.T pode te ajudar a elaborar uma estratégia que o ajude a se distinguir de seus concorrentes.

4. Estruture um Canvas para o seu negócio

Popular entre empreendedores, esse método oferece foco, flexibilidade e transparências para os negócios. O objetivo principal do Canvas é evitar a criação de produtos ou serviços que ninguém quer — um problema que acontece com uma frequência. Algo que parece legal ou mesmo brilhante em um primeiro momento, mas, mais tarde, verifica-se que não fornece valor suficiente aos clientes.

O Business Model Canvas, popularmente conhecido como Canvas, é uma ferramenta que permite desenvolver um mapa visual pré-formatado contendo nove blocos que descrevem seu negócio. São eles:

  • Segmentos de clientes: quem são os clientes? O que eles pensam?

  • Propostas de valor: o que é atraente sobre sua ótica?

  • Canais: como suas ofertas são promovidas, vendidas e entregues? Por quê?

  • Relacionamento com o cliente: como você interage (ou pretende interagir) com o cliente em sua jornada de compra?

  • Fluxos de receita: como o negócio gera receita?

  • Principais atividades: quais são as ações estritamente estratégicas que sua ótica faz?

  • Recursos-chave: quais ativos estratégicos únicos da sua ótica?

  • Parcerias-chave: o que a empresa não pode fazer para que ele possa se concentrar em suas atividades-chave? Quem poderia fazer isso da melhor forma possível?

  • Estrutura de custos: quais são os principais custos do negócio? Como eles estão ligados à receita?

Na criação de um plano de negócios para sua ótica, outra ferramenta muito útil é o Canvas. Sabe os riscos e ameaças do mercado que você identificou no tópico anterior? Com esse modelo estratégico é possível resolvê-los.

5. Estabeleça um plano de marketing para ótica

O próximo passo para ter um plano de negócios para óticas envolve, necessariamente, um plano de marketing. Esse identificará:

  • que seus clientes-alvo são para;

  • como você irá alcançá-los;

  • como você manterá seus clientes fiéis.

Se feito corretamente, seu plano de marketing será o roteiro para obter clientes e melhorar drasticamente o sucesso de sua ótica. Separamos oito seções-chaves que você deve incluir nesse documento para que ele seja um sucesso. Veja abaixo.

Seção 1: resumo executivo

Como o nome indica, esta seção resume apenas cada uma das outras seções do seu plano de marketing. Ele será útil para fornecer uma visão geral e esquematizada de todo o seu negócio.

Seção 2: público-alvo

Esse é o espaço para descrever seu público potencial. São fatores importantes e que devem constar nessa parte:

  • perfil demográfico (por exemplo, idade, gênero);

  • perfil psicográfico (por exemplo, seus interesses);

  • desejos e necessidades em relação aos produtos e / ou serviços que você oferece.

Ser capaz de identificar mais claramente seu público-alvo o ajudará a direcionar sua publicidade e, assim, obter um maior retorno sobre o seu investimento.

Seção 3: proposta única de venda

Ter uma proposta de venda única é essencial, pois isso distinguirá sua ótica de seus concorrentes. Ou seja, aqui o interesse é identificar a “marca registrada” da sua ótica.

Seção 4: estratégias alinhadas para mostrar seu posicionamento

Sua estratégia de preços deve ser alinhada com sua estratégia de posicionamento. Por exemplo, se você deseja que a sua ótica seja conhecida como referência em qualidade, ter um preço muito abaixo do mercado pode dissuadir os clientes de comprar. Assim, nesta etapa, tente detalhar o posicionamento que você deseja e como seu preço refletirá sua decisão.

Seção 5: plano de distribuição

Seu plano de distribuição apresenta como os clientes comprarão de você e como você trabalhará com a organização de estoque. Por exemplo: haverá a opção para que as pessoas comprem diretamente em seu site? Seus clientes encontrarão seus produtos em outras lojas (como os stands de lojas de departamento que vem óculos de sol)?

Pense e planeje as diferentes maneiras pelas quais você pode chegar aos seus clientes e registre nesta seção do seu plano de marketing.

Seção 6: suas ofertas

As ofertas são ações especiais para garantir novos clientes e fidelizar os clientes atuais. Elas podem incluir:

  • testes gratuitos;

  • garantias de devolução do dinheiro;

  • pacotes combinando diferentes produtos e / ou serviços);

  • descontos.

Para que sua ótica tenha boa saúde financeira, ela não necessita necessariamente de ofertas diárias. Entretanto, essa é a estratégia, que te ajudará a aumentar sua base de clientes cresça mais rapidamente. Nesta parte do plano, registre suas ideias de oferta. Lembre-se de relacioná-las com o perfil do seu público-alvo.

Seção 7: estratégias de marketing online

Atualmente, a maioria dos clientes vai buscar referências online. Ou seja, eles fazem pesquisa preços, verificam tendências, conversam em fóruns para saber sobre qualidade de produtos etc. Assim, ter uma estratégia de marketing online bem definida pode ajudá-lo a garantir novos clientes e ganhar vantagem competitiva. Os componentes-chave para sua estratégia de marketing online são os seguintes:

Marca pessoal

Sua marca pessoal não é um slogan ou uma campanha publicitária. Sua marca é uma combinação de seus interesses, valores, diferenciais de mercado, relacionamento com o público, produtos exclusivos, entre várias outras características. 

Por isso, empresas que bem-sucedidas planejam como se mostrarão online, ou seja, qual será sua marca. Uma marca bem planejada lhe dá mais poder para conhecer e estabelecer uma rede com os outros, formar mais parcerias e dar uma imagem à sua organização.

Marketing de conteúdo

O marketing de conteúdo tem uma variedade de formas e, dependendo da forma como você estabelece sua estratégia, poderia atingir uma série de objetivos diferentes. Por exemplo, você poderia usar e-books e postagens sobre tendência de modelos de óculos para atrair tráfego para o seu site de vendas. O marketing de conteúdo é incrivelmente versátil e útil.

Otimização de mecanismo de pesquisa (SEO)

O SEO é o processo de tornar o seu site mais visível nos provedores de busca online, isso aumenta a chances de obter mais tráfego, em suas páginas online, de pessoas que procuram os produtos ou serviços que você oferece.

Grande parte do seu ranking de classificação de busca orgânica vem da estrutura técnica do seu site e da sua estratégia contínua de desenvolvimento de conteúdo. Então, o SEO é um investimento extremamente recomendado para garantir que seu site esteja corretamente indexado.

Otimização de conversão

A maioria dessas estratégias visa obter mais pessoas no seu site, mas o que essas pessoas fazem uma vez que estão lá? A otimização de conversões ajuda você a garantir que você obtenha mais valor de cada visitante, maximizando sua taxa de conversão.

Às vezes, isso significa incluir mais oportunidades de conversão e outras vezes, melhorando as que você já possui.

Marketing de redes sociais

O marketing em mídia social não é para construir audiência de redes sociais. Ou seja, aqui não basta criar uma página em qualquer mídia e postar algo às vezes.

É preciso escolher as plataformas mais adequadas, o conteúdo que entrará, a periodicidade das postagens, quem ficará responsável por responder ao público. Essas ações te oferecem maior visibilidade, melhor reputação e muito mais tráfego em seu site principal.

E-mail marketing

O marketing por e-mail tem um potencial surpreendente para o ROI (retorno sobre o investimento) porque tem um custo baixo para sua execução e dá conta de alcançar quase toda sua base de clientes. Mesmo um boletim de conteúdo simples pode ajudá-lo a incentivar o tráfego em seu site, facilitar o envolvimento com a sua marca e manter sua marca na mente do seu público.

Este post nos mostrou como fazer um plano de negócios para óticas e como esse é um instrumento essencial para o bom desempenho dos negócios, em suas diversas fases.

O grande desafio, no entanto, está em realizar cada etapa de forma apurada, técnica e ágil, a fim de gerar informações confiáveis que servirão como base estratégica para a criação da ótica, como também nas diversas tomadas de decisões que ocorrerão posteriormente. 

Por isso, lembre-se: planeje, assim que cada etapa estiver implementada, verifique se seguiu o planejamento e, por fim, estabeleça mudanças se for necessário para que tudo saia conforme seus objetivos.

Fazer um plano de negócios para óticas é investir em seu negócio. E só assim sua empresa terá mais chances de gerar lucro e se destacar. E aí, você gostou deste conteúdo? Aproveite a visita para assinar a nossa newsletter e receba mais dicas como essas.


Comentários